banner de publicidade do google na horizontal

Solstício de verão 2022 – O primeiro dia do verão

Preparamos tudo que precisa para entender o que faz do solstício de verão o dia mais longo do ano.

19/05/2022 - 18:56

Botão do WhatsApp

Tudo que você precisa saber sobre o dia mais longo do ano

Em primeiro lugar, o solstício de verão 2022 ocorre na quarta-feira 21 de Dezembro às 18:47 horário de Brasília. Como resultado, marca o início do verão no hemisfério sul e o início do inverno no hemisfério norte. Mas como é sabido, as estações mudam quatro vezes por ano. E cada mudança é marcada por um ponto específico conhecido como solstício e equinócio. Preparamos tudo que precisa para entender o que faz do solstício de verão o dia mais longo do ano.

O que são solstícios e equinócios?

O primeiro termo – solstício – é usado para a mudança da primavera para o verão, e, do outono para o inverno. E o segundo termo – equinócio – é usado para a transição do inverno para a primavera, e, do verão para o outono. Portanto a diferença entre solstício e equinócio está ligada a mudança de estação.

O que é solstício?

Um solstício é um evento no qual os pólos de um planeta são extremamente inclinados em direção ou para longe da estrela que orbita. 

Em nosso planeta, os solstícios são definidos pela declinação solar, ou seja, pela latitude da Terra onde o sol está diretamente acima ao meio-dia. Bem no meio do céu. Na Terra, os solstícios são fenômenos semestrais (acontecem a cada seis meses) em que a declinação solar atinge o Trópico de Câncer ao norte e o Trópico de Capricórnio ao sul. Durante o solstício de dezembro (marcado entre 21 e 22 de dezembro), a declinação solar é de cerca de 23,5°N (Trópico de Capricórnio). Durante o solstício de junho (marcado entre 21 e 22 de junho), a declinação solar é de cerca de 23,5°S (Trópico de Câncer).

Duas vezes ao longo do ano, o hemisfério norte e sul estarão inclinados em direção ao sol e receberão a intensidade máxima dos raios solares. Período que chamamos de solstício (As únicas épocas do ano em que a intensidade dos raios de sol não são desiguais são os equinócios).

A Ciência dos Solstícios

Cada lugar do planeta experimenta os solstícios de maneiras diferentes:

Nos pólos

O solstício é o pico de uma exposição radical à luz do dia.

Regiões equatoriais

A linha do Equador, a 0° de latitude, recebe uma intensidade máxima dos raios solares durante todo o ano. Como resultado, áreas próximas à Linha do Equador experimentam luz solar relativamente constante e pouca variação durante os solstícios. Ou seja, nesta linha os solstícios são inexistentes.

Solstício e equinócio datas

Os equinócios e solstícios determinam o data exata da mudança de estação, são elas:

  • solstício de verão: quarta-feira 21 de dezembro 2022 às 18:47
  • solstício de inverno: terça-feira 21 de junho 2022 às 06:13
  • equinócio de primavera: quinta-feira 22 de setembro 2022 às 22:03
  • equinócio de outono: segunda-feira 20 de março 2022 às 18:24

Advertência sobre equinócio e solstício

Muitas pessoas confundem os nomes quando vão estudar o que é solstício e equinócio, e acabam pesquisando termos errados como:

  • solstício de primavera
  • solstício de outono
  • equinócio de verão
  • equinócio de inverno

Isso está errado. Solstício e equinócio são fenômenos diferentes e devem ser tratados por seus respectivos nomes:

  • solstício de verão: sol sobre o Trópico de Capricórnio
  • solstício de inverno: sol sobre o Trópico de Câncer
  • equinócio de primavera: sol sobre a Linha do Equador
  • equinócio de outono: sol sobre a Linha do Equador

Você também pode se interessar por: Grande conjunção do solstício de verão em 2020

O que é o solstício de verão?

Em primeiro lugar, a palavra “solstício” vem do latim solstitium. Que significa: sol (sol) e stitium (parado). Portanto, sol parado. Em segundo lugar, no hemisfério sul o solstício de Dezembro (também conhecido como solstício de verão) ocorre quando o Sol atinge seu ponto mais alto no céu. Logo, marca o início do verão na metade sul do globo. Em terceiro lugar, o solstício de Dezembro no hemisfério norte é quando o sol está em seu ponto mais baixo no céu. Consequentemente, marcando o início do inverno no hemisfério norte.

Devido a inclinação da Terra sobre o seu próprio eixo, o Sol não nasce e se põe nos mesmos locais no horizonte todas as manhãs e noites. Sua ascensão e posição se movem para o norte ou para o sul no céu enquanto a Terra viaja em torno do Sol ao longo do ano. Além disso, a trajetória do Sol no céu fica mais alta ou mais baixa ao longo do ano. O motivo que faz do solstício de Dezembro um dia significativo, é porque quando o Sol atinge seu ponto mais ao norte no céu, neste momento, o mesmo parece não se mover no céu.

Após o solstício, o Sol inverte o curso e volta na direção oposta. O movimento referido aqui é o caminho aparente do Sol quando se vê sua posição no céu à mesma hora todos os dias do ano, por exemplo, ao meio-dia local. Ao longo do ano, seu caminho forma uma espécie de oito achatado, chamado analema pelos astrônomos. Claro, o próprio Sol não está se movendo (a menos que você considere sua própria órbita ao redor da Via Láctea); em vez disso, essa mudança de posição no céu que nós na Terra notamos é causada pela inclinação do eixo da Terra à medida que orbita o Sol, bem como a órbita elíptica da Terra, em vez de circular.

Veja quando ocorre o solstício de verão e de inverno nos dois hemisférios:

Solstício de verão no hemisfério sul

O solstício de verão no hemisfério sul ocorre no dia 21 de Dezembro de 2022 às 18:47 e marca o início do verão no hemisfério sul.

Solstício de verão no hemisfério norte

O solstício de verão no hemisfério norte ocorre no dia 21 de Junho de 2022 às 06:13 e marca o início do verão no hemisfério norte.

Solstício de inverno no hemisfério sul

O solstício de inverno no hemisfério sul ocorre no dia 21 de Junho de 2022 às 06:13 e marca o início do inverno no hemisfério sul.

Solstício de inverno no hemisfério norte

O solstício de inverno no hemisfério norte ocorre no dia 21 de Dezembro de 2022 às 18:47 e marca o início do inverno no hemisfério norte.

O solstício de verão acontece em Dezembro

No hemisfério sul, o solstício de Dezembro (conhecido como solstício de verão) ocorre quando o Sol viaja ao longo de seu caminho mais setentrional no céu. Isso marca o início astronômico do verão na metade sul do globo. No Hemisfério Norte, acontece o contrário: o solstício de Dezembro define o início astronômico do inverno. Isto é quando o Sol está em seu ponto mais baixo no céu.

Quando é o solstício de verão?

O solstício de Dezembro ocorre na quarta-feira, 21 de Dezembro de 2022, às 18:47. 

O solstício de verão marca o início do verão no Hemisfério Sul, e ocorre quando a Terra chega ao ponto em sua órbita onde o Pólo Sul alcança sua inclinação máxima (cerca de 23,5 graus) em direção ao Sol. Como resultado, temos o dia mais longo e a noite mais curta do ano. Por dia mais longo, nos referimos ao período com o maior número de horas com exposição de luz solar. No dia do solstício de Dezembro, o Hemisfério Sul recebe a luz solar no ângulo mais direto do ano.  Já no hemisfério norte, o solstício de Dezembro marca o início do inverno.

O solstício de verão ocorre no mesmo dia todos os anos?

O calendário do solstício de Dezembro não se baseia em uma data ou hora específica. No entanto, depende de quando o Sol atinge seu ponto mais ao sul do equador celeste. Logo, o solstício nem sempre ocorre no mesmo dia. Atualmente, ele muda entre 21 e 22 de Dezembro.

Por que esse é o dia mais longo do ano?

O solstício de verão é o dia que tem o maior período com horas de luz solar. O sol aparece mais alto no céu no solstício. Seus raios atingem a Terra em um ângulo mais direto. Como resultado, causando o aquecimento eficiente que chamamos de estação do verão. Como o Sol está mais alto no céu neste dia, você também notará que sua sombra é a mais curta que será durante todo o ano.

Para quem mora no hemisfério norte, este é o dia mais curto. Ou seja, é o dia que tem o menor período com horas de luz solar do ano. E consequentemente, marca a chegada do inverno.

Perguntas Frequentes

O solstício de verão é o primeiro dia do verão?

Sim e não. Depende de qual perspectiva estamos falando, se estamos falando do início meteorológico ou astronômico do ano. Só para ilustrar, a maioria dos meteorologistas divide o ano em quatro estações com base nos meses e no ciclo de temperatura. Isso permite comparar e organizar os dados climáticos com mais facilidade. Dessa maneira, o verão começa em 1 de Dezembro do ano atual e termina no dia 20 de Março do ano que vem. Em suma, o solstício de verão não é o primeiro dia do verão, meteorologicamente falando.

Astronomicamente, no entanto, diz-se que o primeiro dia do verão é quando o Sol atinge seu ponto mais alto no céu. Então, o solstício de verão é considerado o primeiro dia do verão, astronomicamente falando é claro. 

Nos almanaques, que são definidos como os “calendários dos céus”, preferimos seguir a interpretação astronômica das estações e considerar o primeiro dia do verão na mesma data do solstício de verão.

O solstício de verão é o dia mais longo do ano?

Sim! À medida que a primavera termina e o verão começa, o período diário de luz solar incide gradativamente e os nossos dias experimentam mais horas na presença da luz solar. Após esse período começam a diminuir novamente as horas com incidência da luz solar.

No dia do solstício de verão, o sol está em seu ponto mais alto no céu. Dessa maneira, leva mais tempo para nascer e se pôr. Quando o sol aparece mais alto no céu perto do solstício de verão, a lua cheia oposta ao sol geralmente aparece mais baixa no céu também.

Já no solstício de inverno, ocorre exatamente o oposto: o sol está mais baixo no céu. Neste momento, seus raios atingem parte da Terra em um ângulo oblíquo, criando a fraca luz solar típica da estação do inverno.

Por que o Solstício de Verão não cai na mesma data todos os anos?

O solstício de verão no hemisfério sul varia entre o dia 21 e 22 de dezembro. Isso ocorre em parte, por causa da diferença entre o calendário gregoriano que normalmente tem 365 dias, e, o ano tropical (tempo que a terra leva para orbitar o sol), que tem 365 dias e algumas horas a mais. Para compensar a fração de horas perdidas, o sistema de calendário gregoriano adiciona um dia bissexto a cada 4 anos. Por isso que a data de início do verão altera de acordo com o ano se o mesmo for bissexto ou não. Todavia, a data também muda devido a outras influências, como a atração gravitacional da lua e dos planetas.

Por que o Solstício de Verão não é o dia mais quente do ano?

A atmosfera, a terra e os oceanos da Terra absorvem parte da energia recebida do Sol e a armazenam. Só depois essa energia é liberada de volta como calor em várias temperaturas. No solstício de verão, no hemisfério sul recebe a maior parte da energia do sol com maior intensidade, devido ao ângulo da luz solar e à duração do dia. No entanto, a terra e os oceanos ainda estão relativamente frios, devido às temperaturas da primavera, de modo que o efeito máximo do aquecimento na temperatura do ar ainda não é sentido.

Algumas vezes durante o ano, a terra e, especialmente, os oceanos liberam o calor armazenado do solstício de verão de volta à atmosfera. Isso geralmente resulta em temperaturas mais quentes do ano, aparecendo no final de Janeiro, fevereiro ou mais tarde, dependendo da latitude e de outros fatores. Este efeito é chamado de atraso de temperatura sazonal.

Curiosidades do Solstício

O sol se põe mais devagar no solstício

Você sabia que o Sol realmente se põe mais devagar na época de um solstício? Em primeiro lugar, acontece isso porque leva mais tempo para se pôr no horizonte. Em segundo lugar, isso está relacionado ao ângulo do Sol quando o mesmo se põe. Isto significa que, quanto mais longe o Sol se por do oeste ao longo do horizonte, mais raso é o ângulo do Sol quando o mesmo se por. Por outro lado, é mais rápido nos equinócios ou perto deles. Resumindo, aproveite os longos pores do sol de verão no solstício ou perto dele, para marcar aquele encontro a dois!

O significado místico do solstício de verão

O solstício de verão representa a transição da ação para a alimentação, que é exatamente o que o Sol nos dá durante as longas noites de verão, tanto para nossas colheitas reais, mas também para a jornada contínua que percorremos da escuridão para a luz. O verão nos lembra que há esperança no mundo, que a luz interior pode se espalhar até os confins do globo e inspirar outras pessoas. Podemos nutrir os outros, assim como o Sol nos nutre. O verão se torna um momento para trabalhar em nós mesmos a nossa capacidade de ser a luz e encontrar significado em nossa jornada, mesmo quando parece incerta.

Este é o ritmo da natureza; novos começos transitam para um período de incerteza. Durante este tempo, é fácil cair em oração para ansiedade e preocupação. Grandes mudanças também fazem com que velhas energias venham à tona e a escuridão pode facilmente tomar conta de nossa mente. O verão é o momento de desenvolver a fé em nossa vida.

Imagens da Celebração do Solstício de verão em vários lugares do mundo

Nascer do sol em Stonehenge, Wiltshire, Inglaterra
Talvez um dos lugares mais cobiçados do mundo para as tradições do solstício de verão do hemisfério norte esteja nas estruturas neolíticas de Stonehenge, no Reino Unido. círculo esculpido em pedra no local. As teorias de sua origem variam, mas tanto os buscadores místicos quanto os aficionados por história se reúnem aqui no solstício para testemunhar uma maravilha arquitetônica construída, alguns dizem, para adorar divindades da Terra e do sol. Stonehenge é um dos mistérios antigos que os pesquisadores ainda não conseguem explicar .
Solstício Maia, Guatemala
O solstício de verão na Guatemala é um excelente momento para observar a cultura maia atual, além de vislumbrar o passado do país. Tikal é uma das ruínas maias mais famosas da América Central, e os rituais que cercam altares como o Templo da Lua e o Templo do Grande Jaguar acontecem por volta do solstício de verão. Rituais espirituais do passado ainda são realizados ao nascer e ao pôr do sol, destacando os aspectos arquitetônicos da construção dos templos que foram criados para mostrar a luz do solstício
Celebração do solstício na Bielorrúsia
Solstício Secreto, Islândia
Nos últimos cinco anos, outro país com uma beleza natural de cair o queixo e um clima de inverno implacável encontrou uma maneira única e vibrante de tocar no verão: durante a celebração do Solstício Secreto da Islândia, os foliões em Reykjavik podem desfrutar de uma programação musical composta por artistas locais e artistas internacionais. E em 2018, o Solstício Secreto apresentou um passeio por um antigo túnel de lava e uma oportunidade de festejar dentro de uma geleira gigante.
Vestalia, Roma Antiga
No clima mais suave do Mediterrâneo, os romanos celebravam Vesta, a deusa da terra, no solstício de junho. Durante o antigo festival conhecido como Vestalia, as mulheres romanas tradicionalmente visitavam o Templo Vestal e faziam oferendas à deusa e às Virgens Vestais. Durante a semana de Vestalia, apenas as mulheres podiam entrar no templo, e um bolo era assado com águas consagradas de uma nascente considerada sagrada. Os italianos modernos ainda abraçam o solstício como uma época de novos começos, e o país ganha vida com celebrações. L a F esta di San Giovanni ainda é observado com ritos de água e fogo semelhantes aos realizados nos tempos antigos.
Slinningsbålet, Noruega
Os noruegueses marcam o período de Sankthansaften (meio do verão) com o mesmo entusiasmo que seus vizinhos da Finlândia e da Suécia. É comemorado em 23 de junho de cada ano, quando foliões de todo o país acendem fogueiras, dançam ao redor de um mastro e se envolvem em outras festividades para marcar a chegada da tão esperada temporada de verão. A maior fogueira do país é construída em Alesund, na costa oeste. Casamentos simulados simbolizam uma nova vida, e todos se entregam a muito arenque, cerveja e aquavit. O feriado de Slinningsbålet historicamente homenageia o nascimento de João Batista, mas atualmente é principalmente uma celebração do fim do inverno.
Festival do Solstício de Verão, Suécia
Apesar dos feriados em todas as épocas do ano, o solstício de verão é quando os suecos realmente comemoram. É tão surpreendente que os habitantes de um dos países mais setentrionais do mundo queiram comemorar um dia cheio de sol e calor? O Festival do Solstício de Verão (ou Midsommar) acontece em todo o país, mas a maioria dos suecos foge da cidade e vai para o campo para se reunir com os entes queridos durante esse período. O dia está repleto de antigos simbolismos agrários, desde andar descalço no orvalho da manhã para uma boa saúde até coroas florais ao redor do cabelo das mulheres para celebrar a beleza e a fertilidade. Alguns suecos até dançam ao redor do mastro de verão, semelhante ao primeiro de maiopólos em outros países europeus. Se você quiser se juntar à diversão desta tradição do solstício de verão, compre arenque em conserva para um lanche e morangos cobertos com chantilly para a sobremesa.
Celebração do solstício no México
Ivan Kupala, Rússia
Países eslavos como Rússia e Ucrânia também têm motivos de sobra para comemorar o fim de um inverno longo e rigoroso. Um evento chamado Ivan Kupala acontece logo após o dia mais longo do ano, tradicionalmente no início de julho. Uma efígie é erguida de plantas e gramíneas e depois queimada para garantir que o verão tenha uma colheita abundante. Hoje, as crianças ainda fazem brigas de água e jogam água em transeuntes no solstício. Afinal, o que diz o verão como lutas de água e fogueiras ?
Celebrando as Forças Yin, China Na China antiga, as forças masculinas “yang” e os céus eram homenageados no solstício de inverno, enquanto as forças femininas “yin” e a terra eram adoradas no dia mais longo do ano todo mês de junho. Para comemorar este último, as mulheres trocavam leques coloridos e sachês perfumados. No sul da China, o Independent descreve uma tradição controversa que ainda existe hoje, em que se come carne de cachorro e lichias. Uma tradição culinária menos controversa continua em Pequim e Shandong, onde é considerado auspicioso comer macarrão no solstício de verão e bolinhos no solstício de inverno.
Rasa, Lituânia
De acordo com o Departamento de Turismo do Estado da Lituânia, as gotas de orvalho eram consideradas uma manifestação sagrada da vida pelos adoradores da antiga Lituânia e, na manhã do solstício de verão, pensava-se que as gotas de orvalho tinham qualidades divinas místicas. O feriado do solstício de Rasa (também conhecido como Joninės/Rasos) era tradicionalmente celebrado procurando uma samambaia florescendo na floresta e fazendo grinaldas. Os antigos lituanos tinham sua própria versão do mastro, um poste de três braços cujos ramos representavam o sol, a lua e as estrelas. Hoje, um dos melhores lugares da Lituânia para celebrar Joninės/Rasos é na Reserva Cultural Estatal de Kernavė, um Patrimônio Mundial da UNESCO, onde ainda se passa por um portão (para simbolizar o renascimento) na antiga capital sagrada da Lituânia.

Se esse conteúdo foi útil para você, considere compartilhar em suas redes sociais. Em caso de dúvidas, use o campo de comentários para perguntar que nós te respondemos.

Você também pode gostar: Como funciona a busca do Google?

Camilla Viriato
Camilla Viriato

Mineira, empreendedora e bacharel em direito, fundou o etd em 2016 por acreditar que toda pessoa tem o direito e a liberdade de saber. Através da internet, leva informação simples e organizada para milhões de pessoas.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>
Success message!
Warning message!
Error message!