banner de publicidade do google na horizontal

O que são palavras-chave? Como aplicar no negócio digital?

Para ser visto no Google é preciso seguir boas estratégias e usar as palavras-chave certas. “Quem não é visto, não é lembrado”.

15/04/2022 - 10:43

Botão do WhatsApp

pesquisa de palavra chave google

“Quem não é visto, não é lembrado”.

Uma frase que resume bem o ambiente digital. Mas como ser visto no Google?

Para que você possa ser visto é preciso definir as estratégias adequadas.

E é aí que o SEO se torna tão importante, porque ele mostra aos possíveis clientes que você existe.

E as palavras-chave (nome bem sugestivo) vão desbloquear o caminho para estratégias bem-sucedidas.

Continue lendo para entender o que são palavras-chaves, como fazer um bom planejamento e quais ferramentas podem ser utilizadas.

O que são as palavras-chave?

Antes de falar do conceito, vamos nos concentrar em um exemplo.

Pense que você está cozinhando e precisa saber quanto tempo leva para um pão de queijo ficar pronto.

Aí você pega o celular e digita no Google: “tempo para assar pão de queijo no forno”.

Ou então “quanto tempo leva para assar um pão de queijo no fogão de casa?”

Mas você também pode pesquisar por “assar pão de queijo tempo”…

Nos três casos mencionados acima, o Google te retornará uma página cheia de informações e links que tenha relação com aquilo que você buscou, certo?

Nada do que aparece ali é aleatório.

Em frações de segundo os algoritmos do Google consultam todo o acervo do mundo da internet buscando pelos melhores conteúdos sobre “assar pão de queijo”.

Logo depois, o Google monta uma hierarquia e te mostra diversos resultados – é o que chamamos de fatores de ranqueamento, mas não se preocupe com isso agora.

Você pode se interessar: Como funciona a busca do Google?

Vamos nos concentrar nas palavras-chaves neste post.

Esse exemplo que acabamos de descrever acontece porque para encontrar o que você precisa no “mundo digital” você utilizou “palavras-chave” como comando – ou input, para os mais técnicos.

Palavra-chave é o que as pessoas digitam na busca do Google para encontrar alguma coisa.

Viu como agora ficou mais simples?! Você já sabia o que era palavra-chave.

Vale lembrar que “palavra-chave” é a tradução em português para keyword.

Então se você encontrar essa a palavra por aí, saiba que é um termo relacionado ao SEO e ao Google.

E para que você seja encontrado na primeira página do Google, é necessário usar as palavras-chave ao seu favor na hora de criar os textos do seu site, blog ou página.

Isso faz com que os mecanismos de busca identifiquem o seu conteúdo como relevante para a pesquisa do usuário.

Mas, há métodos e especificidades para que isso aconteça.

Afinal, você não está sozinho na internet e a concorrência também está por aí, não é mesmo?

Para isso, é importante conhecer os tipos de palavras-chave. E este é o próximo assunto que falaremos aqui.

Veja também: Checklist básico para construir o seu blog do zero

Tipos de palavra-chave

Head Tail

É o tipo de palavra que define o seu negócio – literalmente.

Sabe aquela palavra que já deixa claro sobre o que a sua empresa ou produto se trata?

É exatamente isso.

As head tails normalmente são compostas por uma ou duas palavras mais genéricas. Mas não se deixe levar por essa praticidade: aqui, a concorrência é bem maior.

Isso acontece porque esse tipo de palavra-chave define todo um segmento de negócio que pode abranger mais empresas e concorrentes.

Ou seja:

  • Head Tail = Palavras-chave genéricas = grande volume de pesquisa = concorrência maior.

Long Tail

Nada de termos genéricos por aqui. As palavras-chave long tail são mais específicas do que as head tail.

Elas ajudam a detalhar melhor sobre o assunto que o usuário procura e o que a sua empresa pode oferecer como solução.

A riqueza de detalhes das palavras-chave long tails são essenciais para que você seja encontrado nas redes sociais.

Utilizando as ferramentas corretas e a estratégia adequada ao seu negócio e persona do seu público, esse tipo de palavra-chave é um grande aliado para grandes resultados.

Então fica assim:

  • Long Tail = Palavras-chave mais específicas = volume de pesquisa qualificado = concorrência menor.

Hora de botar a mão na chave massa

Você deve estar se perguntando:

“Ok, então qual dos dois tipos de palavra-chave eu devo usar?”, “Como aparecer na primeira página de resultado do Google?”

“Devo ou não utilizar o Google ADS?”, “Como fazer a otimização do meu site?”.

Normalmente, as head tails são utilizadas para clientes em fase de topo de funil. Já as long tails, para os clientes em etapas mais avançadas no funil de vendas.

Dá para usar até os dois tipos se estiverem de acordo com alguns fatores determinantes para definir a estratégia de SEO.

Para ajudar você, destacamos 5 aspectos que devem ser levados em consideração para elaborar o plano de utilização das palavras-chave.

5 critérios para fazer planejamento de palavras-chaves

Intenção de busca

Apesar de toda a otimização que o SEO pode proporcionar por lidar com algoritmos, dados e elementos mais racionais, isso não é suficiente.

A análise mais subjetiva sobre as palavras-chave é fundamental para que a sua estratégia tenha sucesso.

A forma como as pesquisas são feitas podem não deixar claro qual a intenção do usuário. Afinal, cada um se expressa de forma diferente.

Porém, os algoritmos estão cada vez mais evoluídos e não consideram apenas as palavras utilizadas, mas sim o sentido que as palavras formam juntas.

Isso é o que torna a intenção de busca mais clara.

Isso influencia na sua estratégia de SEO.

Apenas replicar palavras-chave utilizadas na pesquisa não é o suficiente: você deve entender o que realmente o usuário deseja encontrar.

Objetivo da estratégia

Esse ponto é muito importante: você quer atrair o usuário para quê?

Para vendas, eu sei. Mas existe todo um processo anterior até chegar nessa parte. Vender no primeiro contato é bem mais difícil na maioria das vezes.

Entender em qual fase o seu cliente está no funil de vendas é essencial para estabelecer quais palavras-chave utilizar na sua estratégia de SEO.

Ou seja, você tem que trilhar o caminho do Marketing antes mesmo de definir qual estrada seguir no digital.

As dores da persona

Qual solução a persona do seu cliente está procurando? Qual dor ela quer resolver?

Lembre-se sempre: dependendo do estágio no processo de venda, o seu produto ainda pode não ser a resposta.

Podemos considerar essa etapa como um complemento da intenção de busca: compreendendo a fundo o que a persona realmente está procurando, você consegue estabelecer as melhores palavras-chave para o SEO.

De olho nos concorrentes

Um copo d’água e um benchmarking digital não se nega a ninguém, né?

Pesquisar o que os concorrentes andam fazendo não pode ficar de fora do seu processo de definição das palavras-chave.

Mas lembre-se: neste caso, há concorrentes de palavra-chave que podem não ser concorrentes do seu produto ou serviço.

Então, é bom expandir os horizontes para ser mais assertivo.

Você também pode gostar: Branding: saiba o que é, exemplos e como criar o seu

Volume de busca e dificuldade de rankeamento

Aqui a regra é clara: quanto mais genérica for a palavra-chave, maior o volume de busca e a concorrência.

Consequentemente, a dificuldade em ficar bem rankeado é muito maior.

Levando em consideração todos os tópicos anteriores, é possível fazer uma pesquisa mais qualificada para selecionar as palavras-chave relevantes que vão colocar você em uma posição melhor nos sites de busca.

Quais as ferramentas para encontrar as palavras-chave ideais?

Google Keyword Planner

É uma ferramenta gratuita disponível no Google Adwords que fornece dados bem específicos:

  • Volume de busca
  • Custo estimado de palavras (para o caso de links pagos)
  • Termos relacionados e muito mais.

Tudo com uma usabilidade bem fácil.

Semrush

O Semrush é uma das plataformas mais populares entre as empresas que aplicam estratégias de SEO em seus negócios na internet.

Algumas funções do Semrush:

  • Conferir o que a concorrência anda fazendo
  • Ter ideias de novas palavras-chaves
  • Ideias e templates para conteúdos
  • Entender o nível de dificuldade de cada palavra-chave
  • Monitorar o seu desempenho para palavras-chaves específicas
  • Fazer auditoria do seu blog e do seu conteúdo
  • E muito mais

Por reunir dados precisos e bem específicos, o Semrush é considerado uma das melhores soluções em SEO disponíveis no mercado hoje.

Ele é pago, mas oferece algumas consultas diárias gratuitas.

Answer the public

Essa é uma ferramenta em inglês onde você pode encontrar palavras-chave e dividi-las por perguntas e preposições de uma forma bem visual.

O Answer The Public funciona como um planejador de palavras-chave. Isso te ajuda a entender melhor o que o usuário digita e procura nos sites de busca.

Você pode fazer uma consulta gratuita, então pense na palavra-chave que quer obter os dados, troque o filtro para o idioma português e faça a pesquisa.

Ubersuggest

Essa é uma ferramenta muito utilizada para quem busca mais tráfego através das estratégias de SEO.

O Ubersuggest é gratuito e permite que você faça pesquisas de palavra-chave, analise uma URL, tenha ideias de conteúdo entre outras coisas.

Onde aplicar palavras-chave

Através do ranqueamento orgânico você tem a oportunidade de utilizar as palavras-chave e fazer com que as pessoas encontrem o seu conteúdo, mas sem pagar por isso.

Isso quer dizer que, após fazer a sua pesquisa de palavras-chaves e o planejamento do conteúdo, você pode inserir esses termos em locais estratégicos.

Essa etapa é importante para que o algoritmo do Google entenda sobre o que você está falando e te mostre para as pessoas que estão buscando por aquela solução.

Vale lembrar que a intenção do usuário e o compromisso com o conteúdo são imprescindíveis.

O Google funciona através de linguagem binária e sabe o que é spam e o que é conteúdo produzido com foco no usuário.

Evite burlar as regras, as penalidades são duras.

Caso tenha alguma dúvida, consulte a Documentação oficial do Google.

Também há opção de se posicionar para palavras-chaves através de anúncios pagos e garantir sua posição.

As palavras-chaves podem ser inseridas nos seguintes lugares:

URL

A URL corresponde ao endereço da página, ou seja, o link que você usa para acessá-la.

Ela abrange tanto o domínio (página principal) quanto os subdomínios (páginas secundárias).

É possível estruturar as URLs utilizando palavras-chave para auxiliar no ranqueamento.

Meta Description

Sabe quando aparecem aqueles pequenos resumos dos sites na página de pesquisa do Google?

Esses textos são os Meta Description.

O uso de palavras-chave nesse campo também é importante para atrair a atenção do usuário e aplicar sua estratégia de SEO.

SEO Title

É o título da página que aparece como resultado de uma pesquisa. Pode ser diferente do título do conteúdo da página. É essencial que a palavra-chave esteja presente nesse texto.

Title Tag

É o título que visa a permanência do usuário na página. Também é de grande importância a utilização de palavras-chave neste conteúdo para auxiliar no ranqueamento orgânico.

Anúncios pagos

A lógica de escolhas de palavra-chave é a mesma do rankeamento orgânico.

Mas, tem um adicional: no caso dos anúncios pagos, você precisa se atentar ao valor de cada palavra.

Os valores costumam variar de acordo com o volume de busca pelo termo e pelo interesse de empresas em utilizá-lo.

Quanto maiores esses quesitos, mais cara é a palavra-chave.

Caso escolha essa modalidade, os anúncios são cobrados de formas distintas:

Custo por Clique (CPC)

CPC é a sigla para custo por clique que, em outras palavras, quer dizer pagamento por clique no anúncio.

Custo por Impressão (CPM)

Como o nome diz, o pagamento é feito por visualizações do anúncio. CPM é a sigla para custo por mil impressões ou custo por impressão.

Custo por Aquisição (CPA)

O pagamento é realizado de acordo com as conversões ocasionadas pelo anúncio.

Em todos os casos, você define um orçamento diário.

O sistema irá distribuir o seu anúncio até atingir o valor máximo do dia. O que vai definir o tempo é o custo das palavras-chave escolhidas e o valor do orçamento.

Agora que você sabe tudo sobre palavra-chave, é hora de colocar a sua estratégia em prática!

Se gostou do conteúdo, considere compartilhar em suas redes sociais.

Veja também: Copywriting x Copyright: Qual a diferença?

Camilla Viriato
Camilla Viriato

Mineira, empreendedora e bacharel em direito, fundou o etd em 2016 por acreditar que toda pessoa tem o direito e a liberdade de saber. Através da internet, leva informação simples e organizada para milhões de pessoas.

  • {"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
    >
    Success message!
    Warning message!
    Error message!